Você insiste em não largar o osso? 0

Tá certo que esta expressão é um velho “clichê”, mesmo assim, temos aqui um tema que muito impacta na história das empresas.
Alguns exemplos:

1. CLIENTES:

  • Não abrir mão de uma carteira de clientes – nas empresas prestadoras de serviços – cujos valores contratuais não cobrem os custos efetivos dos serviços prestados;
  • Vender a prazo através de crediário próprio, mesmo tendo sérios problemas com recebimentos.

2. PRODUTOS:

  • Insistir na venda de produtos/serviços que não sejam viáveis ou que possibilitem pequenas margens sobre vendas;
  • Negociar vendas com pequenas margens somente para garantir a venda;
  • Negociar vendas com margens negativas para vencer a concorrência.

3. ESTOQUES:

  • Manter altos níveis de estoques para garantir poder vender e poder entregar.

Certamente são vícios na condução dos negócios do qual necessitam ser corrigidos!
Por acaso estamos falando de alguma de suas práticas?
Pense nisso!